Manifestar interesse Pedir contacto

Informação sobre o curso

  • 106

  • 22

  • Área de Formação

    Formação de Técnicos Agrícolas

  • Objectivo Geral

    Capacitar os participantes com conhecimentos, competências e atitudes para aplicação do modo de produção integrado em actinídeas.

  • Metodologia

    Ativa, centrada no participante, utilizando diversas técnicas de ensino com exposição dialogada, demonstração, simulação, estudo de caso, trabalhos de grupo, visitas de campo e de estudo.

  • Conteúdos Programáticos

    1. Introdução à PI e à MPI;
    2. Legislação específica;
    3. Componentes da Proteção Integrada;
    4. Aplicação de produtos fitofarmacêuticos (PF) em PI;
    5. Técnicas de MPI;
    6. Armazenamento e transporte seguro de produtos fitofarmacêuticos;
    7. A cultura de actinídeas;
    8. Pragas;
    9. Doenças;
    10. Infestantes;
    11. Colheita, armazenamento e conservação;
    12. Controlo e certificação;
    13. Estratégia de apoio ao agricultor;
    14. Introdução à cultura de actinídeas em modo de produção integrado (MPI);
    15. Estratégias do MPI na exploração;
    16. Conservação do solo;
    17. Instalação de actinídeas;
    18. Condução de actinídeas;
    19. Fertilização;
    20. Rega;
    21. Colheita, armazenamento e conservação;
    22. Estratégias de apoio ao agricultor em MPI.

  • Objectivos Específicos

    Identificar a legislação específica de enquadramento e regulamentação da PI e do MPI; Identificar as componentes da proteção integrada (PI) e do modo de produção integrado (MPI); Enumerar os meios de luta disponíveis no âmbito da PI; Identificar os grupos de auxiliares mais importantes; Indicar as características mais importantes dos produtos fitofarmacêuticos (p. f.) homologados e interpretar o rótulo de um p. f.; Selecionar o produto com melhor perfil toxicológico ecotoxicológico e ambiental; Cálculo de doses e concentrações dos p. f. a aplicar; Identificar os cuidados, as medidas de higiene e segurança a ter, no transporte, armazenamento e manuseamento de p. f. nas explorações agrícolas; Identificar medidas a tomar em caso de acidente de p. f. no armazém e nos locais de aplicação; Descrever como utilizar corretamente o equipamento e o material de aplicação, segundo a boa prática agrícola e ambiental na utilização de p. f.; Enumerar as medidas corretas a tomar na gestão dos resíduos, embalagens vazias e dos produtos obsoletos de p. f.; Identificar as técnicas disponíveis para o diagnóstico do estado de fertilidade do solo e de nutrição das culturas; Identificar os conceitos básicos para a interpretação dos resultados das análises de terra, plantas e água de rega; Identificar os principais tipos de fertilizantes, o seu comportamento no solo e os problemas ambientais e de qualidade dos produtos resultantes da sua utilização incorreta; Identificar os princípios da fertilização racional das culturas, os diferentes tipos de fertilização e as técnicas de aplicação de fertilizantes; Enumerar os princípios da rega, qualidade da água, técnicas de rega; metodologia para o cálculo das necessidades; Enumerar os princípios de gestão sustentável do solo; Identificar técnicas de salvaguarda do bem-estar animal; Identificar técnicas de maneio e alimentação animal; Identificar medidas de profilaxia e saúde animal; Identificar as normas de gestão dos efluentes pecuários; Enumerar os critérios a ter em conta no controlo e certificação de produtos agrícolas;
    Elaborar a estratégia de proteção fitossanitária das culturas, tendo como princípios os da proteção integrada; Identificar os inimigos da cultura: pragas e doenças das actinídeas, a sua posição sistemática (ordem), epidemiologia e meios de luta; indicar as doenças mais importantes, sintomas e condições favoráveis e relacionar com os agentes causadores; Identificar as infestantes mais frequentes das actinídeas e escolher os processos mais adequados para o seu controlo; Aplicar corretamente os métodos de estimativa de risco e os Níveis Económicos de Ataque (NEA) e regras de decisão; Identificar os meios de luta alternativos à luta química na proteção das culturas de actinídeas; Identificar os grupos de auxiliares mais importantes na cultura, os seus períodos de atividade e os fitófagos alvo; Identificar as medidas possíveis, em actinídeas, para preservar ou incrementar a fauna auxiliar, com o objetivo de fomentar a biodiversidade; Eleger e promover o uso de produtos fitofarmacêuticos mais adequados de acordo com as suas características biológicas, toxicológicas e ecotoxicológicas, minimizando o risco para o aplicador, para o ambiente, para as espécies e os organismos não visados e para o consumidor; Enumerar os critérios para estabelecer e manter os Pontos de Monitorização (PM) com vista à tomada de decisão;
    Descrever as componentes da estratégia da exploração como unidade de produção integrada; Elaborar uma estratégia de produção, designadamente de proteção da cultura, rega e conservação dos solos; Enumerar as observações a efetuar no perfil do solo antes da instalação da cultura; Descrever as exigências edafo climáticas principais das actinídeas; Enumerar as principais caraterísticas dos porta-enxertos e cultivares mais utilizados; Relacionar o efeito do porta-enxerto, cultivar, fertilização e água da rega com a incidência de pragas, doenças, virus e bactérias; Identificar os fatores de nocividade e em particular a sensibilidade dos principais porta-enxertos e cultivares das actinídeas às pragas, doenças, vírus e bactérias; Enumerar as principais práticas culturais na instalação, manutenção, colheita e conservação das actinídeas face aos condicionalismos do solo, e da região e da preservação dos recursos naturais; Colher amostras de terra, de folhas e de água de rega para análise laboratorial; Elaborar um plano de fertilização das actinídeas, de acordo com o resultado das análises (terra, folhas e água) e os elementos constantes na ficha informativa, tendo em conta o enquadramento legal de aplicação de corretivos; Elaborar um plano de rega, tendo em conta as necessidades da cultura; Enumerar os cuidados a ter durante a colheita e armazenamento dos produtos; Fatores que influenciam a qualidade da produção; Preencher e interpretar os registos de um caderno de campo das actinídeas com vista à tomada de decisão e divulgação dos resultados.

Manifestar interesse Pedir contacto